Single Blog Title

This is a single blog caption

Hotelaria: O segredo da gestão de tempo é comunicar para o futuro

 

 

Hotel

Muitas vezes as organizações detectam lacunas na gestão do tempo.

Este diagnóstico é decorrente dos resultados dos processos de avaliação de desempenho, de entrevistas ao corpo de liderança, clima e comunicação que facilmente se torna viral.

” Não estamos a conseguir gerir o tempo, não tempos tempo, precisamos de mais pessoas, etc…

Não é de gestão de tempo que se trata.

Trata-se de uma cegueira enorme quanto a  sistemas de auto-regulação.

O comportamento de vitima, tem um impacto vital na gestão das tarefas diárias. O tempo serve sempre como desculpa. Que estrago pode trazer um colaborador que se vitimiza e de que forma se torna um ladrão de tempo? As consequências deste roubo são vastissimas. O tempo que foi roubado, não pode ser recuperado.

O que ainda está a tempo  de recuperar é o seu olhar mais atento ao comportamento de vitimas que contamina a sua organização. Como detectar estes comportamentos? Fácil. É só começar a distinguir as palavras que as pessoas escolhem para se vitimizar ou responsabilizar. Posso trazer várias frases tipo, porém o que lhe dá mais poder nesta missão é perceber quem escolhe falar de terceiros em vez de falar se si mesmo. Existe uma frase que é muito verbalizada. Tenho a certeza que ao ler esta frase já a ouviu algures:

“Não tenho tempo para fazer tudo em 8 horas de trabalho!”

Esta frase abre-nos vários caminhos. Hoje vou focar-me nas 8 horas de trabalho. Pode descobrir-se como ladrão de tempo alheio ou pode descobrir ladrões de tempo na sua equipa.

Para começar a comunicar para o FUTURO, pense nestas perguntas:

Das 8 horas, quantas dedica à comunicação pouco útil com colegas?

Das 8 horas quantas dedica a emails desnecessários, que falam do passado?

Das 8 horas, quantas dedica a pausas desnecessárias?

Das 8 horas, quantas dedica a falar de terceiros?

Das 8 horas, quantas dedica a ser criador ou co-criador de soluções, respostas, novas oportunidades?

Das 8 horas, quantas dedica a observar os seus pontos de melhoria?

Das 8 horas, quantas dedica ao propósito da sua função?

Das 8 horas, quantas dedica  a ensinar outros versus fazer o que não é a sua função?

Das 8 horas, quantas dedica a criticar processos versus dar contributos para mudar?

Das 8 horas, quantas dedica à valorização pessoal, versus esperar que alguém faça?

Das 8 horas, quantas dedica ao seu desenvolvimento profissional versus esperar que alguém lhe diga sempre como se faz?

Das 8 horas, quantas dedica ao seu eu responsável versus vitima?

Faça as SUAS CONTAS  e veja que percentagem dedica ao comportamento de vitima em 8 horas de trabalho.

Se a percentagem for alta, mude a sua COMUNIC(AÇÃO). Construa futuro!

Isto é …ser LÍDER DE SI PRÓPRIO

 

Cristina Madeira is a Certified and Team Coach by

icf logo